Buscar

Com automação de processos, EDP ganha salto em otimização em Procurement.


Com alto volume de operações na área de Procurement, inúmeras transações mensais e diversos fornecedores, a EDP, multinacional do setor elétrico, procurou no mercado uma solução de automação dos processos que permitisse a gestão centralizada com alto índice de ganho e eficiência operacional. A plataforma MAI, da Membran-i, solução SaaS de negociação em rede B2B, foi a escolhida.


A EDP está presente em 16 países e atua em toda a cadeia de valor, desde a geração até a distribuição, transmissão e comercialização de energia. No Brasil, a empresa tinha como estratégia otimizar sua área de compras e investir em uma plataforma para que esses processos fossem realizados eletronicamente.


Para isso, a companhia optou pela contratação da solução SaaS de negociação em rede B2B, da MAI, capaz de estruturar demandas e ofertas de mercado e proporcionar negociações anônimas, baseado em inteligência de dados, em tempo real e com segurança.


Durante a implementação da plataforma MAI, a Membran-i analisou os gastos anuais do cliente, classificando os produtos e serviços em dois grupos: estratégicos (25%) e não estratégico (75%). Isso resolveu a necessidade inicial da EDP, que ganhou produtividade e eficiência no planejamento de demandas e negociação de produtos e serviços não estratégicos, com economia para custo total de aquisição desses itens.


A solução impactou diretamente na produtividade da área ao automatizar os processos de cotação e negociação, trazendo economia na aquisição de suprimentos. Após a adoção da MAI foi possível mensurar uma média de 68% em ganhos de processos, 23% de economia média, além da possibilidade de ter mais opções de fornecimento e Compliance nas negociações.


“Cerca de 75% das nossas requisições são de baixo valor e isso toma muito tempo da equipe de compras, tirando um tempo precioso em que poderia focar nas negociações estratégicas. Com a plataforma MAI pretendemos concentrar os esforços do time no que traz mais ganho financeiro para a empresa. Além disso, a solução com toda a tecnologia embarcada, torna o processo de compras operacionais mais ágil e barato”, destaca Neverton Timm, Head de Supply Chain da EDP Brasil.


Para Florent Desidério, fundador e CEO da Menbran-i, ter um cliente como a EDP, que gera um alto volume de transações, reforça que a negociação em rede é uma tendência forte que veio para ficar.


“Percebemos a digitalização impulsionada pela pandemia, e as vendas eletrônicas B2B só tendem a crescer. Segundo estudo do Gartner, até 2025, 80% das interações de vendas B2B entre compradores e fornecedores serão por meio digital. Isso tudo proporcionado pela convergência de hiperautomação, decisões via inteligência artificial e escalabilidade digital”, explica o CEO.


Fonte: CIO

3 visualizações0 comentário